15 Razões Porque Não Posso Ser Testemunha de Jeová

25/02/2011 15:51

15 Razões Porque Não Posso Ser Testemunha de Jeová

 

Os ensinamentos claros e cristalinos da Palavra de Deus não dão lugar a que
se abrace as doutrinas das Testemunhas de Jeová após um estudo bíblico
completo. Os ensinamentos básicos dessa seita estão em conflito com as Escrituras. Quinze dos seus erros doutrinários excepcionais foram abaixo relacionados e constituem razões ólidas para que ninguém se filie aos TJ's se quiser continuar apegado á verdade divina.

1. OS TJ'S NEGAM A DIVINDADE ABSOLUTA E SINGULAR DE JESUS CRISTO.

As Escrituras demonstram que o Senhor Jesus Cristo é Jeová. Isaías 41:4;
44:6 e 48:12 declaram que o atributo de ser o "primeiro e o último" pertence
a Jeová somente. Apocalipse 1:7,8,11,17 e 22:13 e 14, apresentam Jesus
Cristo com exatamente esse mesmo atributo, fazendo dEle, portanto, Jesus
Cristo é, o Jeová dessas passagens e de todo o Velho Testamento. Isaías
45:22-25 fala de uma adoração universal, que um dia toda a humanidade
prestará a Jeová. Filipenses 2:9-11 aplica esta passagem de Isaías a Jesus
Cristo.
Isaías 44:22 e 23 apresenta Jeová como Redentor. Efésios 1:7 estabelece Jesus Cristo como esse Redentor. Em Isaías 45:24 e 54:17 Jeová é a nossa justiça. Em I Coríntios 1:30 Jesus
Cristo é a nossa justiça. Isaías 43:11 reserva a Jeová somente a obra da salvação do homem: "Fora de mim não há Salvador". Tito 2:13 ensina que Jesus Cristo é o Salvador,
estabelecendo-O, portanto como o Jeová de Isaías, capítulo 43. O estudante honesto das Escrituras há de ler, estudar e comparar os versículos acima apresentados.

2. OS TJ'S ENSINAM QUE JESUS CRISTO É UM SER CRIADO - SIMPLESMENTE UM OUTRO DEUS.

Este erro doutrinário foi criado pelos TJ"S através de sua espúria Tradução "Novo Mundo", que apresenta João 1:1 da seguinte maneira: "E o Verbo era um
deus". Isaías nega este erro enfaticamente em 43:10; 44:6 e 45:5, 21, e
prova que sua tradução de João 1:1 é ilegítima. Quatro vezes Jeová declara a
impossibilidade de haver "um outro deus" ou "um deus" além dEle mesmo.
Qualquer estudante honesto das Escrituras deve reconhecer a exclusividade
única de Jeová.

3. OS TJ'S NEGAM A PERSONALIDADE E DIVINDADE DO ESPÍRITO SANTO

Das muitas referências bíblicas que demonstram que isto não é verdade, João
16:13 e 14 é a principal. Oito vezes o Senhor Jesus se refere ao Espírito Santo, usando o pronome pessoal masculino "ELE". A palavra grega "ESPÍRITO" é neutra mas o pronome empregado não é neutro mas masculino. Cristo estava teologicamente certo nisto, reconhecendo a personalidade do Espírito. Se o Espírito Santo não fosse uma pessoa, o pronome neutro é que seria usado e a gramática da passagem ficaria intacta. Jesus Cristo, o Filho de Deus, JAMAIS COMETEU UM ERRO. Até a própria Tradução "Novo Mundo" dos TJ'S reconhece a personalidade do Espírito na tradução desses dois versículos.

A divindade do Espírito Santo está claramente demonstrada nas referências abaixo que o estudante honesto deve estudar com todo cuidado: Atos 5:3,4; I Co. 3:16; IICo 13:14. Em I Co 12:4-6 o Espírito Santo é chamado de Senhor (v 5) e Deus (v 6). Ao colocar
Isaías 6:8-10 junto a Atos 28:25-27, torna-se evidente que o Deus de Isaías
6 é o Espírito Santo.

3. OS TJ'S NEGAM A DOUTRINA BÍBLICA DA TRINDADE

Embora a verdade da Trindade seja considerada divertida pelos TJ'S, ela não
obstante constitui parte da revelação de Deus O estudante da Bíblia descobre
que há uma pessoa nas Escrituras, conhecida como, que é Deus (EF.1:2). Há
uma outra pessoa nas Escrituras, chamada de Filho, Jesus, Jesus Cristo,e que
é Deus (Tito 2:13). Há ainda uma outra pessoa chamada de Espírito Santo, que
é Deus também (Atos 5:3,4). A palavra grega theos "Deus", foi usada em
relação a todas essas três Pessoas, concedendo assim a mesma divindade a
cada uma delas. O estudante cuidadoso também nota o fato da Trindade em
Isaías 48:16, 17; 28:19 e II Co 13:14. A conclusão é simplesmente que há um
só Deus manifesto nas três Pessoas conhecidas com Pai, Filho e Espírito
Santo e, considerando que cada uma dessas Pessoas é Deus, elas são iguais.

5. OS TJ'S NEGAM A RESSURREIÇÃO FÍSICA E CORPORAL DE JESUS CRISTO

A sua falsa doutrina declara: "O homem Jesus está morto, só o Seu espírito
ressuscitou". O testemunho de Jesus Cristo é completamente diferente (Lucas
24:36-45). Mesmo um exame superficial do v 39 desfaz qualquer dúvida
referente á ressurreição corpórea. Tomé encontrou-se com o Cristo
fisicamente ressuscitado (João 20:24-29), como também os outros discípulos
que comeram peixe com Ele (João 21:12-14). Paulo testifica a ressurreição
física de Jesus Cristo em I Co 15:3-19. Os guardas junto á sepultura, os
principais dos sacerdotes e o Sinédrio jamais teriam ficados tão
perturbados, em Mateus 28:11,15, se "apenas o Seu espírito ressuscitasse".

6. OS TJ'S NEGAM O RETORNO FÍSICO E VISÍVEL DE JESUS CRISTO

Eles dizem: "Não devemos esperar que Ele torne a voltar como um ser
Humano". "A volta fica mais adequadamente traduzida por presença e se refere
à presença invisível do Senhor". Contrastando com isso, o estudante da
Bíblia descobre que a verdade é que Jesus Cristo VAI voltar novamente,
física e literalmente. Em AP 1:7, "todo olho o verá"; em I Ts 4:16,17, "o
Senhor mesmo... descerá dos céus"; e em Atos 1:10,11, "assim virá do modo
como o vistes subir". O testemunho dessas passagens é irrefutável.

7. OS TJ'S NEGAM A PRESENÇA DO CRENTE COM CRISTO APÓS A MORTE

De acordo com II Co. 5:8, Fl 1:21-24 e Lucas 16:20-22, o crente,
imediatamente após a morte, passa para a presença de Cristo. O corpo dorme
no solo (João 11:11-14), aguardando a ressurreição (IÇO 15:20-23), enquanto
a alma e o espírito, agora separados do corpo (Tiago 2:26), entram no céu.

8. OS TJ'S REPROVAM A ESPERANÇA QUE O CRENTE TEM DE IR PARA O CÉU

João 14:1-3; Fl 3:20,21; I Pe 1:3-5; e Ap 3:12 são apenas algumas das muitas
passagens bíblicas que falam da "esperança viva" de estar com Cristo para
sempre.

9. OS TJ'S NEGAM A REALIDADE E ETERNIDADE DO CASTIGO FUTURO

As Escrituras falam da realidade do inferno. O Senhor Jesus Cristo falou
mais do inferno do que do céu e nos informou que o inferno é uma fornalha de
fogo (Mateus 13:49,50); um lugar preparado para Satanás e os seus emissários
(Mt 25:41); de fogo que não se extingue (Marcos 9:42-48). Além disso, Ele
insistiu no fato do inferno ser eterno. A palavra grega aionios, que traduz
"aquilo que não tem fim", e que foi usada para descrever a vida eterna
mencionada em João 3:16,e a eternidade de Deus em Rm 16:26, foi
deliberadamente usada por Cristo para descrever a duração do inferno (Mt
18:8) e por João, em Ap. 14:11. Aionios não tem um significado duplo. Se
ela quer dizer que Deus é eterno e a vida que o crente recebe é eterna,
então deve significar que o inferno também é eterno.

10. OS TJ'S NEGAM A SALVAÇÃO PERFEITA DA CRUZ DE CRISTO

Sem qualquer justificativa bíblica, os TJ's ensinam que o Milênio, os mil
anos do reino de Cristo na terra, proporcionará a toda humanidade, desde
Adão em diante, que ressuscitará, uma oportunidade, sob condições
favoráveis, de receber a salvação eterna. Onde encontrar um único versículo
bíblico que apóie tal coisa? O Senhor Jesus Cristo comprou nossa salvação na
Cruz, Rm 3:21-26, e resta ao homem crer e ser salvo (Ef 2:8,9 a Atos
16:30,31). A salvação é totalmente à parte de qualquer esforço humano (Rm
3:27,28).

11. OS TJ'S NEGAM O PATRIOTISMO E A CONTINÊNCIA À BANDEIRA.

As Escrituras ordenam aos crentes a serem cidadãos leais. O estudante
cuidadoso verá isto em Rm 13:1-7, I Pe 2:13-15 e Mt 22:21.

12. OS TJ'S ESTÃO CONFUSOS QUANTO AOS 144.000

Através de boas obras e esforços sinceros um TJ tem a esperança de se tornar
um membro do grupo dos 144.000. Nos dois capítulos, Ap 7 e 14 o estudante
das escrituras nota que os 144.000 são, realmente, judeus das antigas
tribos, sem gentios entre eles (7:4-8; são todos homens (14:4);; são
virgens (14:4); servirão durante a Grande Tribulação (14:6-13); e não
receberão a sua posição mediante obras mas serão designados por Deus (7:3).
Por mais que se force a imaginação, nenhuma interpretação bíblica aceitável
pode garantir a essa seita gentia posição entre os 144.000.

13. OS TJ'S USAM UMA TRADUÇÃO DETURPADA DA BÍBLIA

A Tradução "Nova Vida" das escrituras Gregas Cristãs é uma tradução
desajeitada do Novo Testamento, que não tem nenhuma reputação entre os
mestres do grego. A tradução foi alterada para se encaixar na heresia. Por
exemplo, a palavra grega allos, "outro" , não aparece no texto grego de Cl
1:16,17, mas foi inserida quatro vezes em sua tradução para que Cristo
pareça ser parte da criação e, desse modo, se encaixe em sua doutrina que
afirma ser Ele um filho criado, um outro deus. "... porque por meio dEle
todas as outras coisas foram criadas". Esta e dezenas de outras passagens
tornam a tradução "Novo Mundo" em uma caricatura da Palavra de Deus.

14. OS TJ'S TEM UM SISTEMA DOUTRINÁRIO QUE SE BASEIA NAS INTERPRETAÇÕES DE HARLES TAZE RUSSEL

Em 1874, um camiseiro do Brooklyn, chamado Charles Taze Russel, anunciou que
era dono da verdade. Em suas muitas obras Russel "não deixou quase nenhuma
grande verdade ou doutrina fundamental não tocada com suas conclusões
heréticas e injustificadas" (Dr. Wm. E. Biederwolf). Conforme um cuidadoso
estudo pode revelar, as obras de Russel servem de base fundamental para a
estrutura dos TJ's estão seguindo as conclusões falidas de um patife que se
divorciou de sua esposa, teve problemas com os tribunais e que enganou seus
seguidores vendendo-lhes "trigo milagroso" a preço exorbitante o qual ele
proclamava que produziria 15 vezes mais do que o trigo comum.

15. OS TJ'S NEGLIGENCIAM A VASTA ÁREA DE VERDADES BÍBLICAS

Uma análise cuidadosa dos diversos livros, panfletos, e revistas editados
pela TORRE DE VIGIA revela que apenas uma pequena porcentagem Bíblica foi
por eles usada. Eles não citam mais de 6 e ½% das Escrituras, deixando o
restante da Palavra de Deus não mencionada.

OBS: estes são os meus motivos.

FIM....