CARTA AOS FILHOS DE PASTORES

02/01/2010 18:04

Carta aos filhos de pastores


Filho de peixe peixinho é, FILHO DE PASTOR pecadorzinho é, se não se converter vai para o inferno IGUAL A QUALQUER UM.

Foi a primeira coisa que passou pela minha cabeça, quando fui convidado para ser o preletor da palestra para filhos de pastores, durante o evento Expo Cristã, realizado com muito sucesso em São Paulo. Um privilégio e um desafio, isso foi o convite para mim, isto é ser filho de pastor, isto é ser pai ou mãe de um filho de pastor; UM PRIVILÉGIO E UM DESAFIO, e aqui vai um pequeno resumo da ministração que Deus colocou no meu coração para este dia. Quem sou eu: Meu pai, Pastor Eliseo Batiston, é um bem sucedido pastor do sudoeste paranaense, em uma cidade de 65.000 habitantes, uma igreja de 2000 membros, neste ambiente cresci, TODO MUNDO sabia quem eu era, e TODO MUNDO tinha uma expectativa formada de quem eu deveria ser. Pressão para uma criança, para um adolescente e mesmo para um jovem. Com um agravante, meu pai era um dos médicos mais conhecidos da cidade e o vereador mais votado, ESCÂNDALO largou tudo para ser pastor. Piadas no colégio, na rua, na lanchonete, professores que odiavam crentes, não havia lugar pra se esconder. Na minha cidade se você espirra numa esquina, na outra um conhecido lhe deseja saúde. Na igreja tinha que ser o mais santo, pro mundo deveria ser o menos diferente possível, Diante de Deus deveria ser o padrão para o povo do mundo, a esta altura eu mesmo já nem sabia quem queria ser, sabia que queria ser livre, queria sumir, ser eu mesmo.

MAS QUEM EU ERA????? Tentei quase tudo, sucesso com as meninas, ser o musico da escola, poeta, as melhores notas, as piores notas, usei terno, calça jeans rasgada, cabelo comprido, cabelo raspado, estilo esportista, intelectual, rebelde, pacifista, quase todas as identidades que eu encontrei em filmes, sonhos, vídeo games eu tentei ser na minha adolescência, qualquer coisa que fosse diferente do meu pai e parecido com o que a maioria esperava. Rugi contra meu pai várias vezes frases como: - Quero um pai não um pastor - Quem você é agora? Pai ou Pastor? - Pelo menos me trate como uma de suas ovelhas - Eu? Pastor? Jamais!!!!!!!! - Vai cuidar da sua igreja e me deixa em paz. Agora até parece engraçado, mas vocês, pastor e filho, sabem de que sentimentos momentos e sensações estou falando. Mas ser filho de pastor não me trouxe salvação. Até que eu entendi que eu era um dos poucos no mundo a ter o pai e o pastor na mesma casa, e que era meu trabalho absorver o melhor de cada um dos papeis que aquele homem tinha e tem na minha vida. Sabe, hoje sou casado com uma linda mulher, tenho uma banda, um ministério reconhecido e de sucesso, tenho discípulos que me amam e me seguem em direção a Cristo, tenho um bom salário, um carro e um lindo violão, e ainda as vezes olho para a porta de casa, esperando que o pai e o pastor entrem e me digam o que fazer, então, dentro de mim, as sementes que ele plantou, as vezes de uma forma maravilhosa, as vezes de uma forma errada, se tornaram a arvore onde eu descanso, e fico seguro. Os princípios que entram em nós sem percebermos, e se não rejeitarmos, vão nos dar uma vida segura, feliz e de muita aventura com Deus.

O amor por Jesus e pelas vidas, a confiança, de que ainda que o mundo acabe, Deus esta no controle e me ama, ainda sendo eu um pecador. Os valores dos dez mandamentos pendurados na porta da geladeira, as noites chorando para que uma alma fosse liberta, fazer a obra mesmo com sacrifício próprio. Nenhuma faculdade no mundo poderia me ensinar, nenhum dinheiro poderia comprar. Valeu a pena cada momento esperando que ele chegasse em casa, e ele não veio. Não veio para que mais um marido voltasse com a esposa, ou mais um jovem largasse das drogas, ou mais uma pessoa no leito de morte tivesse o conforto de um homem de Deus. Valeu a pena, vai valer pra você, se você permanecer e não rejeitar seu privilegio.

Isso tudo não é somente bíblia ou um estudo compilado sabiamente. Isto é a minha vida, a minha decisão, aproveitar da melhor maneira a vida de filho de pastor que eu tive. Quando os filhos de pastores e missionários entenderem, como qualquer outra pessoa, que não podem escolher o pai, a mãe, o lar, o passado, mas podem escolher quem serão no futuro, como usarão da melhor maneira o que seus pais lhes deram e mesmo seu passado, teremos exércitos de David Quinlans, Anas Paulas, Andrés Valadão, Ministérios Ouvir e Crer, Ministérios Ipiranga, Samueis Barbosa e muitos, muitos Filhos dos Homens, rompendo cadeias, conquistando nações e transformando esta geração rebelde em uma geração de guerreiros santos e curados, cheios do espírito, fazendo valer cada palavra de Isaias61. Filho de pastor, você não tem poder sobre o passado mas tem sobre o futuro. A responsabilidade agora é nossa e não dos nossos pais.

Isso pode parecer mais uma cobrança, e daí, você é filho de pastor já deveria estar acostumado com cobranças, é uma decisão que você precisa tomar, e ser homem ou mulher o bastante para enfrentar as conseqüências de rejeitar ou aceitar um presente dado por Deus. Oro por você todos os dias Tome a decisão certa Com carinho...


Deus abençõe

Pr. Cris - FDH